Turnês \ The Stripped Tour \ Curiosidades


Voltar para informações gerais da Stripped Tour


Os ensaios não foram fáceis para Christina. Geralmente, a banda repassa as músicas em uma sala diferente de onde os dançarinos ensaiavam a coreografia. Como Christina precisava dominar as duas coisas, ela passava o dia alternando entre as salas na correria. Geralmente, no final do dia de ensaios, os dançarinos, a banda e Christina se reuniam para praticarem juntos.

Durante a turnê americana, Christina cantava um trecho de Can’t Hold Us Down em cima de uma moto rosa. A moto não foi levada para os shows internacionais da turnê e, por isso, não aparece no DVD Stripped Live in The UK, gravado em Londres.

75 pessoas da equipe técnica e de montagem compõem o quadro fixo da produção, e viajam para todas as paradas do show. Os shows geravam cerca de 100 empregos temporários em cada cidade por onde a turnê passava.

Os equipamentos do palco eram carregados por 17 caminhões e a equipe viajava em 18 ônibus. Ao todo, incluindo dançarinos e músicos, viajam 160 pessoas nesses ônibus. Christina geralmente se locomovia de avião.

O palco era equipado com mais de 200 luzes móveis e 250 equipamentos de efeitos especiais. A energia consumida pelo concerto era suficiente para abastacer 350 casas.

Além de At Last, Christina cantava outro cover de Etta James na turnê, I Prefer You. A canção fez parte da setlist da parte norte-americana da turnê e era apresentada logo depois de At Last. Christina chegou a apresentar essa música nos primeiros shows da Europa, mas foi removida da setlist depois que alguns shows foram cancelados quando Christina ficou doente. Por algum motivo, quando a turnê retomou, a música não fez mais parte da setlist – e por isso, também não aparece no DVD Stripped Live in the UK.

Não foram só remoções que a turnê europeia enfrentou. A faixa  “Cruz” só foi cantada nos shows internacionais, não sendo parte da turnê americana. Alguns fãs que foram aos primeiros shows internacionais dizem que a canção era apresentada em partes diferentes do show dependendo da cidade, como depois de The Voice Within, até finalmente ser alocada definitivamente depois de Come On Over. 

Por algum motivo, vários shows apresentaram problemas técnicos na apresentação dos vídeos da música “Stripped Pt. 2”; em alguns só saíam som; em outros, o vídeo sequer chegou a ser apresentado.

Como parte de promoção da turnê nos Estados Unidos, a Target lançou um CD exclusivo chamado “Justin & Christina”. Além de remixes de duas faixas de cada cantor, o single trouxe também uma inédita de cada um. Para Christina, a faixa foi “That’s What Love Can Do”, que ficou de fora da versão final do Stripped.

O show realizado em Los Angeles contou com a participação especial de Dave Navarro, na guiatarra em Fighter; e de Pamela Anderson, como dançarina de destaque em Lady Marmalade. No final da performance, Christina e Pamela trocaram um selinho.

No último show da turnê americana, a equipe pregou várias pegadinhas surpresas em Christina. Diversos foram os truques usados para surpreender Christina bem na hora que ela estava no palco cantando: Trocaram as dançarinas em Dirrty por dançarinos, colocaram Steve Fatone para dançar em Walk Away, toda a equipe de bastidores apareceu no palco em What A Girl Wants e ficaram tocando cornetas durante Beautiful. O vídeo foi colacado no Youtube, e é dele que foi tirada um trecho da performance de Make Over em alta qualidade.


Voltar para informações gerais da Stripped Tour


Anúncios