Revistas / 2008 / US Weekly (Junho)

A US Weekly é uma revista de fofocas e notícias sobre celebridades

Exclusiva – Como eu recuperei meu corpo! A dieta que funcionou. Como a nova mãe lutou contra os desejos

Traduzido por http://www.iloveaguilera.wordpress.com
Não copie, direcione o link

COMO EU RECUPEREI MEU CORPO
Christina Aguilera nos conta como ela recuperou o corpo sensual desde o nascimento do filho Max, em janeiro.

A ganhadora de 5 Grammy’s, Christina Aguilera, está acostumada a fazer concertos sensacionais; e assim quando ela revelou o corpo pós-bebê, aos 27 anos, no último dia 18 de maio, não foi nada menos do que de fazer o queixo cair.

Em quatro meses, a pequena cantora perdeu quase todos os 18 quilos que ela ganhou com o bebê Max (filho dela e do marido de mais de dois anos de casamento, o executivo Jordan Bratman, 30 anos, por meio de cesariana no dia 12 de janeiro) e voltou a caber nas calças jeans ultrapequenas!

“Eu senti uma sensação de conquista”, a mamãe diz dos resultados de uma rigorosa malhação de 90 minutos diários por cinco dias da semana com a personal trainer, Tee Sorge, que trabalha com ela há três anos. “Estou mais magra e mais forte”. Aguilera, que está trabalhando em um novo álbum e uma segunda fragrância para esse ano, conta à Melanie Bromley a história por trás do sexy emagrecimento.

Foi difícil ver sua silhueta mudar durante a gravidez?
Não dá para sentir nada diferente de satisfação. Você só quer o que for melhor para o bebê. Eu tentei não exagerar, mas quis ceder um pouco.

Você cedeu mais em que?
Meu Deus, nos doces! Eu tinha uma vontade imensa de comer doces no final da gravidez, de Starbursts a Skittles. Eu até tirei uma foto minha só com um top pequenininho de uma lingerie e a barriga imensa para fora, cercada de vasilhas dos doces que eu gosto.

Qual seu tamanho hoje?
Variam de 2 a 4.  Antes da gravidez, variavam de 1 a 2, mas sempre extra-pequenos. Até quando eu estava grávida. Minhas coxas ficaram incríveis na gravidez, mas ainda eram extra-pequenas.

Você voltou a usar seus jeans!
Sim, é só uma questão de se sentir bem neles tal qual eu me sentia antes! Meu objetivo era voltar a caber em um par que eu amo, da Hysteric Glamour. Eu ainda caibo nas roupas extra-pequenas, mas notei um quadril diferente do que eles eram antes – apesar de que eu gosto destas novas curvas, principalmente da cintura para cima!

Seu sutiã parece ter crescido…
É hilário! Eu nunca usei um tamanho E antes. Eu olho para o meu marido e digo: “Adivinha o tamanho desse sutiã?”. E quando eu digo, ele se surpreende. Eu estou guardando as etiquetas como prova, para manter como recordação!

Você planeja amamentar por quanto tempo?
Estou seguinto meus instintos. Eu não sabia se ia gostar até eu ter que dar de mamar a ele. Ele foi um mamador natural, logo que saiu de mim. Facilitou muito o meu trabalho, mas eu também amo a união que nós temos quando acontece. Eu sou uma mãe que trabalha, então depois de um dia difícil, eu tenho a oportunidade de passar um tempo com ele, dar de mamar e ser um pouco desse fonte de vida. É um sentimento incrível.

Maior desafio na hora de perder peso?
É mais psicológico do que tudo; comer traz conforto. Quando eu fiquei noiva, eu engordei. Nós chamamos de “gordura do amor”. Quando você está feliz, descansando na cama juntos em um dia de folga, o que você faz? Se aconchega com comida aconchegante. Para mim, é batata assada e bife. E eu amo de verdade comida do sul: galinha frita, macarrão e queijo.

Fale um pouco da sua dieta agora.
Eu não curto muito ficar limitando o que eu como; eu prefiro limitar as coisas ruins que eu gosto. Foi um passo muito grande trocar o pão pelo integral – eu amo pão branco – mas eu consegui! O mais difícil é não ter o que você quer quando você quer. Eu sou uma coruja e como muito tarde, então é difícil não ir atrás daquele pacote de salgadinhos no meio da madrugada.

Quando você voltou a malhar?
Assim que meu médico me deu o sinal verde depois de 6 semanas (prática comum para quem faz cesariana). Eu estava morrendo de vontade de voltar a malhar! Comecei devagar, ouvindo meu corpo e tendo certeza de que eu não exageraria.

Qual o apoio que Jordan dá?
Até mesmo quando eu fujo da dieta e digo, “Ugh, eu não deveria comer isso”, ele diz, “Amor, você está incrível. Come logo”. A maior parte dos problemas que as pessoas têm com o corpo vêm do psicológico. Eu só tenho pessoas positivas à minha volta e meu marido me apoia muito. Uma das coisas mais importantes para mim é me manter positiva e criar um filho com uma visão boa da vida e com muita auto-estima. Quando eu tomei a decisão de casar com quem eu casei, eu sabia que meu marido não é o tipo que tem tendências violentas, que ele nunca me machucaria. Nós já conversamos muito e eu tive certeza de que eu estaria me colocando na posição de casar com alguém que não iria, sob nenhuma forma, repetir o ciclo de abuso contra meu filho e que eu passei quando criança (Aguilera fala abertamente do abuso físico que sofria do pai).

Qual a melhor parte de ser mãe?
Oh meu Deus, ver o que você e aquele que você ama criaram, bem ali na sua frente: uma pessoa viva, respirando.

Algo recente sobre o Max?
Quando você faz cócegas nele ou faz uma careta engraçada, ele reage muito bem. Ele tem essas risadinhas suaves, é incrível de ver. Ele também responde muito à música; acho que está nos genes!

Você quer mais filhos?
Absolutamente. Não sei dizer quando, porque não planejo essas coisas. Talvez na minha próxima turnê!


Voltar para Revistas – 2008 e 2009


Anúncios