Revistas / 2005 / OK (Dezembro)

A OK é uma revista de fofocas e notícias de celebridades

As fotos que o mundo esperava para ver: Christina Aguilera casa com Jordan

Traduzido por http://www.iloveaguilera.wordpress.com
Não copie, direcione o link

CHRISTINA AGUILERA E JORDAN BRATMAN – Seu convite exclusivo para a bela cerimônia, a elegante recepção e a quente pós-festa!

Christina Aguilera se inspirou no sucesso de What A Girl Wants, em 1999, quando decidiu se casar com o produtor musical Jordan Bratman. Não havia sombras de dúvidas na cabeça dela de que as núpcias em Napa Valley, Califórnia, seria comemorada com três dias de festa em uma mistura de glamour, grandes amigos, e boa e velha comida simples (macarrão com queijo, alô?). Mas não pense que ela e Jordy – como ele é chamado por ela – se esqueceram da tradição e do romance no casamento que aconteceu no último dia 19.

SEJA NO JANTAR COM TEMA JAPONÊS do dia 18, no famoso Auberge Du Soleil – foi no Japão em que Christina e Jordan se apaixonaram – ou seja na insistência da Christina de que seu quase-marido não visse o vestido até que ela entrasse na cerimônia, o evento do final de semana foi um reflexo do amor que um sente pelo outro.

Christina recebeu a assistência do planejador de casamentos dos famosos, Michael Gapinski, da Along Came Mary, que por algum acaso também organizou o casamento de Jennifer Aniston com Brad Pitt e de Barbara Streisand com James Brolin. O objetivo era trazer os sonhos de Christina e Jordan para a realidade, ao mesmo tempo que mantivesse a cerimônia o mais privada e íntima o possível.

Os 125 amigos próximos e familiares convidados receberam o convite em uma delicada caixa feita à mão, decorada com glitter, pérolas e pétalas de rosas. Do lado de dentro, um pessoal bilhete assinado pelo casal que reflete a generosidade deles. A mensagem dizia: “Enquanto celebramos a riqueza da vida e todas as circunstâncias que nos abençoaram com uma bela carreira e amor, nós não podemos nos esquecer daqueles que estão sofrendo as consequências do Furacão Katrina e Rita. O melhor presente que você poderia nos dar é uma ajuda financeira direta às organizações que estão se mobilizando em favor dos sobreviventes em New Orleans, uma cidade querida no coração de todos os músicos”.

Aqui, em outra exclusividade da revista OK!, esse casal maravilhoso divide os primeiros momentos como marido e mulher e a intimidade dos detalhes no momento monumental da vida do casal.

O PROGRAMA DO CASAMENTO

Com festividades que ocupavam o dia inteiro, Christina e Jordan serviram aos convidados a programação do final de semana, caligrafada à mão, feita em papel especial e acompanhada de um lindo e pequeno bouquet de flores amarrado com ervas  e laços rosas na frente. Além de listar o programa para as festas dos três dias, a letra de uma música da Christina, que ela escreveu quando ela se apaixonou por Jordy, foi incluída no livreto. Na última página, todos os convidados foram premiados com um adorável lenço para lágrimas, que foi bastante útil durante esse final de semana emocionalmente carregado.

UMA RECEPÇÃO CALOROSA

Christina e Jordan começaram as festividades do casamento na quinta-feira à noite, com uma recepção em uma privativa e elegante casa de fazenda no meio de Napa Valley. Os convidados, que estavam, em sua maioria, hospedados no luxuoso mas discreto Aberge Du Soleil, foram cumprimentados com a programação do final de semana e uma cesta cheia de presentes preparadas especialmente pela Christina.

Incrivelmente bem decoradas, as cestas continham velas aromatizadas, protetor solar, e um diário para que os amigos escrevessem pensamentos e comentários sobre o final de semana. E se alguém tivesse alguma dúvida quanto ao tipo de festa que os esperava, uma cartela de remédios para ressaca logo resolvia essa situação.

Às 19h, os convidados chegavam à vila de estilo europeu e eram recebidos também com Mojitos, Champagne francesa e uma seleção dos melhores e mais finos vinhos de Napa Valley. Um pianista, acompanhado de uma banda de jazz, mantinha o som agitado, mas íntimo. Para acompanhar o ritmo divertido e informal da noite, o casal optou por hors d’ouevres ao invés de sentarem para jantar. Os convidados se esbanjaram com lula frita, mini tacos, pequeninos sanduíches de peru, uma variedade de batatas, sanduíches de queijo grelhado, lagosta, pequenos copos de sake e sanduíches à moda francesa. Para a sobremesa, foram servidos pequenos sorvetes. A dose de açucar foi bem gasta mais tarde naquela noite, quando DJ AM trouxe a festa às alturas com músicas dançantes bem energizadas.

O JANTAR DE ENSAIO

No jantar de ensaio da sexta à noite, no Alberg Du Soleil, o tema predominante foi uma casa de chá japonesa, completa com chefs de sushi e geishas. Como o Japão é o país favorito da Christina e de Jordan, bem como é o lugar que eles dizem ter sido onde o amor deles nasceu, eles quiseram dividir a cultura com os amigos. Hamasaku, o restaurante favorito deles em Los Angeles, enviou o principal chef deles, que voou até Napa Valley para trabalhar ao lado dos chefs de primeira classe do Alberg Du Soleil, para juntos criarem um menu inspirado em comida asiática.

As pernas das cadeiras foram cortadas para deixá-las mais baixas, antes de serem revestidas com seda branca e camadas de bouquets de rosas fúscias, desenhadas por Kevin Lee da L.A. Premiere, que também ficou responsável pelos arranjos de flores do resto das festividades. Cada mesa recebeu o nome de uma cidade, lugar ou algo que lembrasse a cultura japonesa e tivesse um significado especial para o casal, todas decoradas com cerejeiras.

As geishas, que voarem de Los Angeles, ofereciam pequenas árvores dos desejos e mais tarde entreteram os convidados com danças com leques e guarda-chuvas. A música ficou por conta de um músico japonês e, depois, por um dos melhores DJs de San Francisco. A sala estava cercada por símbolos japoneses que representam amor e casamento, especialmente criados por um mestre em caligrafia japonesa.

Uma das cores favoritas da Christina, o rosa, foi o tema da noite. Combinada com madeiras frescas, fios pretos e as cores vibrantes das flores e da decoração, o rosa desenhou o tom romântico e festivo de uma noite muito pessoal e sincera. Christina e Jordan receberam os convidados com uma segunda cesta de presentes, decorada em vermelho, preto e rosa e que trazia orquídias, óleos de Kama Sutra e doces importados do Japão.

O CASAMENTO

Às 17:30 do Sábado, em um campo de vinho privado e mantido em segredo absoluto, emprestado ao casal por amigos da família, Christina e Jordy trocaram os votos que eles mesmo escreveram. Foi uma cerimônia judia, conduzida embaixo de um chuppah dourado e bronze, com detalhes encravados à mão e coberto por uma cascada de hortências, rosas, lírios e ervas.

Christina vestiu véu e um grande e sedoso vestido espanhol branco, criado por Christian Lacroix. Enquanto a orquestra de 14 instrumentos tocava a música de fundo, os convidados entravam em um enorme templo Gótico, montado sob encomenda, com pilares pintados à mão e janelas de vidros coloridos e foscos. Ele foi construído em cima da piscina e preenchido com cadeiras e bancos de igreja.

A cerimônia começou com Jordan, vestido em um terno negro da Dior e sapatos Louboutin, seguido pelos pais, Gail e Jack Bratman. A mãe de Christina, Shelly Kearns, veio logo atrás, e então a dama de honra, Rachel Aguilera, e as madrinhas, Allison Azoff, Marcie Reily, Alex Bratman, Heather Holly e Steve Solitto, todos vestidos com roupas de alta costuma criadas à mão, de camurça sedosa e organza, e acessórios desenhados por Kai Milla, esposa de Steve Wonder.

O padrinho e irmão de Jordan, Josh, entrou acompanhado do mini-padrinho, Mikey Kearns, logo seguidos por Matt Tauber, Edgar Abrams, Carl Armosino e Jaime Careathers. Ashley Adams, amiga e assistente pessoal de Christina há anos, completou a equipe ao trazer Stinky, Chewey e Koko, os cachorros de Christina.

Em um momento inspirado, um coral de vozes angelicais cantou “Morning Hymn”, de A Noviça Rebelde, uma das músicas favoritas de Christina. Então, repentinamente, uma das paredes de abriu para revelar um coral de 16 músicos e um harpista, que vieram de Pasadena, Califórnia. No meio do hino, quando todas as veias que levam ao coração estavam prontas para entrar em colapso emocional, outra parede se abriu e Christina apareceu.

A estrela pop foi uma visão de beleza, elegância e graça. Enquanto ela entrava no templo, ao som do coral cantando outra de suas favoritas, Sunrise, as mães de Christina e Jordan a encontraram no meio do caminho e a escoltaram até o chuppah.

Enquanto o rabbi seguia com a cerimônia, o casal dividia a iluminação de uma única vela, e o coral, acompanhado de uma orquestra, cantava Ave Maria. Depois da tradicional quebra de um copo e a troca dos anéis, desenhados pelo joalheiro britânico Stephen Webster (que também criou o anel de noivado dela, de 5 quilates), o casal recém-casado, Sr. e Sra. Bratman, saiu do tempo quase dançando de alegria.

A COMIDA

Enquanto os convidados sentavam em seus lugares, eles foram servidos com um cardápio criado a mão e decorado com cristais. O nome de cada convidado estava impresso em um pedaço de veludo, preso no topo da lista de comida e entradas.

Ao manter a preferência de Christina e Jordan por comida caseira, Taste Catering de San Francisco começou a degustação com um trio de sopa, que incluía a sopa de tomate, favorita da Christina, uma batata assada recheada com cheddar, e iscas de lagosta. Uma sala especial de inverno foi servida logo depois. Então, os convidados poderiam escolher entre dois pratos: franco crocante grelhado, ou costela assada acompanhada de espinafre e quiabo. Para manter o gosto do casal por comida caseira, também passavam pelas mesas: macarrão com queijo, purê de batata e anéis de cebola.  Para dar um toque elegante ao cardápio simples, os pratos eram servidos em porcelana chinesa branca e dourada, com porcelanas revestidas por pérolas. Luxuosos guardanapos de linho francês feitos à mão evitaram as manchas e pedaços de comida nas mesas.

A sobremesa incluía três variedades de sorvetes: laranja-sangue, coco, e fruta da paixão. A melhor padaria de Napa Valley, Perfect Endings, foi encarregada do imenso bolo de casamento, decorado com a tradicional réplica dos noivos no topo, algo que Christina e Jordan insistiram que tivesse. O bolo foi decorado em branco, prata, rosa e verde, com peças de cristal. O sabor? Para replicar o menu, “bolo de chocolate, chocolate, chocolate, chocolate e chocolate”.

A FESTA

No estilo tipicamente romântico da Christina, e brincando com o amor dela pelo rosa, ela escolheu Billecart Salmon Brut Rosé – melhor conhecido como rosa champagne – para iniciar as festividades pós-cerimônia. Um quarteto de violão latino iniciou a festa. A tenda principal foi decorada para emular um mágico jardim no inverno (a estação favorita de Christina), e rendeu expressões impressionadas dos convidados enquanto entravam.

Com elegantes velas de prata iluminando o ambiente, flores e plantas decorativas, a combinação de azul e branco transformou o ambiente em um maravilhoso país congelado. As mesas estavam cobertas por uma seda branca grossa, coberta com camadas de chiffon e pele falsa. Os enfeites de centro explodiam em rosas, tulipas e petônios em tons sutis de branco, ressaltados por troncos de betulas e hortências cobertas por cristais.

Mas a criação mais inspirada e maravilhosa da noite partiu de troncos de árvore manzanita secos, banhados em branco e decorados com cristais e flores que, pendurados em cima de cada uma das 13 mesas, dava a sensação de que eram candelabros congelados. Rob lewis e a banda dele, o grupo que faz turnês com Christina, comandou a música da recepção.

A PÓS-FESTA

Não existe nenhuma grande festa que não seja acompanhada de uma pós-festa tarde da noite, e com essa equipe de corujas noturnas, focados em música, não havia dúvidas de que uma festa capaz de parar qualquer show duraria até as horas da manhã. Em um contraste considerável com a elegância e simplicidade do casamento que a precedeu, a pós-festa – para aqueles que ainda tinham energia – foi uma ocasião movimentada.

Os convidados se uniram em uma das cavernas da vinícula para uma celebração final. Decorada em marrom chocolate, vermelho sangue e flores abundantes, música dançante e alta movimentavam até o teto.

Era óbvio que tanto rock’n’roll iria devolver a fome aos convidados, então às 3 da manhã, um lanche variado de frango frito, waffles e chá de bordo foi servido para os convidados, antes deles se retirarem para cair na cama e dormir por um bom, muito bom, tempo.

continua na edição seguinte


Voltar para Revistas – 2004 e 2005


Anúncios