Cinegrafia \ Filmes \ Burlesque \ Alterações


Voltar para as informações gerais do filme


O roteiro de Burlesque passou por ao menos três revisões conhecidas: a original, uma adaptada a pedido de Christina, e a versão final (o filme também foi adaptado a pedido de Cher, mas esse roteiro não vazou).

Nós compilamos abaixo as principais alterações percebidas nas três versões conhecidas do roteiro, sendo que duas vazaram antes mesmo de o filme ser lançado e mostram como tudo pode mudar durante uma produção cinematográfica. Confira!


 dupla personalidade
iloveaguilera.wordpress.com

A mudança mais significativa entre as duas primeiras versões do roteiro está na personalidade de Ali. Na versão original, ela era descrita como uma garota extremamente inocente e passiva, praticamente não reagia às provocações. Alterar essa característica de Ali foi uma das condições de Christina para fazer parte do longa. Ela queria que o roteiro conferisse mais ousadia à personagem, que passa a perseguir os objetivos de forma mais agressiva. Grande parte dos diálogos foram reescritos.

► um novo começo
iloveaguilera.wordpress.com

Meses antes do lançamento do filme nos cinemas, a Sony Pictures fez diversas exibições de teste com o público alvo, fornecendo um formulário de avaliação no final da sessão. Os fãs comentaram que o começo do filme era lento, e por isso, não foi surpresa quando a versão final do longa apresentou um início completamente diferente do que os dois primeiros roteiros trazia. Confira:

Bem vindo ao Burlesque Lounge

A abertura original do filme ficava por conta de Tess: o longa começava no Burlesque Lounge, com um número cômico sensual onde Tess contava sua história e apresentava as garotas do clube, uma a uma. Apenas depois dessa cena, o filme ia para as cenas do bar em Iowa, onde Ali pede demissão. Na versão final, o longa começa direto em Iowa e a introdução de Tess deixou de ser um monólogo cômico para se tornar o segundo número musical do filme, Welcome To Burlesque.

Tudo muda em Iowa

Nas primeiras edições do roteiro, a cena de abertura em Iowa mostrava Ali servindo um cliente que a tratava mal. Após sair do bar, Ali seguia para casa (um trailer), onde encontraria a avó adotiva morta. Era Arlene, uma personagem que foi completamente excluída da edição final.

Durante o enterro, Ali confessava para Loretta que deixaria a cidade para buscar uma vida diferente. Após voltar para o trailer e levar dinheiro, fotos e discos de Etta James, Ali passava pela cidade enquanto pessoas olhavam para ela e comentavam que “em breve voltaria”.

Esse longo início foi descartado em favor da dinâmica cena de Something’s Got A Hold On Me, mas que também passou por algumas alterações na versão final do roteiro. Uma delas pode ser vista nos extras do DVD/Blu-Ray do filme.

Com exceção das cenas no cemitério, as demais cenas da primeira abertura do filme podem ser vistas em flashes durante Something’s Got a Hold on Me.

No roteiro original, é Loretta quem insiste para que Ali cante Something’s Got A Hold On Me na máquina de karaokê. Ali se sente envergonhada, e só depois de Loretta muito insistir, ela cede e vai até a máquina de música. Na segunda versão, Ali pega o troco do cliente que a tratou mal e canta por contra própria. Essa segunda versão foi praticamente mantida no filme, excluindo a cena do cliente grosseiro e guardando a música para depois da saída de Loretta.

Na versão inicial, o personagem de Dwight – dono do bar onde Ali trabalhava – tem apenas 20 anos.

O sumiço e morte de Arlene

Burlesque - Cena deletadaA existência de Arlene, a avó adotiva de Ali, foi completamente omitida na versão final do filme. No livro “Burlesque: The Motion Picture“, uma das fotos (ao lado) mostra Ali chorando após encontrar a avó morta no trailer onde moravam. Isso significa que as cenas chegaram a ser gravadas.

Nas cenas em que Ali encontrava o corpo da avó, o programa que passava na televisão era TVZ. No segundo roteiro, ele foi substituído pelo Entertainment Tonight, que na vida real, foi o único programa a ter acesso aos bastidores do filme ainda na fase de filmagens.

Na segunda versão, o  padre que comanda o enterro é jovem e xinga ao errar o passo-a-passo do quase vazio funeral. A conversa entre Ali e Loretta durante essa cena foi totalmente alterada para se adequar à mudança da personagem. No fim, toda a cena foi excluída.

 Alison
iloveaguilera.wordpress.com

É ainda no desajeitado enterro de Arlene que Ali revela ao padre seu nome: Alison Rose. Na versão final do filme, o nome de Alison passou a ser Alice, revelação feita ao personagem Sean após o bem sucedido teste no Burlesque Lounge.

 quanto custa até Los Angeles?
iloveaguilera.wordpress.com

No primeiro roteiro, Ali chega na rodoviária sem saber qual seria seu destino, e fica indecisa ao escolher Los Angeles. Aliás, uma das fortes características de Ali na primeira versão do roteiro é a indecisão em tomar qualquer escolha.

O caminho até Los Angeles rende outras cenas completamente descartadas no roteiro final. No roteiro original, ela tentava começar assunto com diversos passageiros e até com o motorista do ônibus, mas todos a ignoram. No segundo roteiro, ela aparece mais independente ao interagir com os demais. Na versão final do longa, nenhuma dessas cenas foi incluída, e a viagem se resume a um amanhecer rápido no número de Something’s Got A Hold On Me.

No roteiro original, Ali interagia com o dono do hotel e até mesmo com um carregador de malas, para quem ela daria uma nota de 20 dólares pelo serviço. Enquanto Ali esperava pelo troco, o empregado do hotel ia embora com todo o dinheiro.

 eu amo meu sapato branco
iloveaguilera.wordpress.com

O sapato branco de Ali que aparece na versão final do filme não ganha muito destaque, mas nas primeiras edições do roteiro ele tinha um importante papel na história: era o único par de sapatos de Ali, e ela os amava embora ninguém mais gostasse deles. A transição dele para os sapatos que ela ganha de Marcus representava também a transição na vida da personagem, quando foi finalmente descoberta.

 O Gato sumiu
iloveaguilera.wordpress.com

Os dois primeiros tratamentos do roteiro tinham um importante alívio cômico na história: um gato encontrado por Ali no hotel, que ela adotou e passou a chamar de “O Gato”. O bichano faria companhia a ela durante todo o filme, e diversas cenas de comédia envolvendo o bicho de estimação e o personagem Jack, que era alérgico ao gato, faziam parte do roteiro. O bichano também servia de elo entre o relacionamento dos dois e ajudava a manter a dinâmica nas cenas iniciais de Ali sozinha em Los Angeles.

Como vocês podem ver, ele foi completamente excluído da versão final e nenhuma cena com ele foi gravada. O gato era tão essencial ao filme que sua ausência nas primeiras cenas do longa transformou a busca de Ali por emprego em uma experiência longa e cansativa aos olhos das plateias de teste, e por isso, teve que ser reduzida ao resumo visto na versão final.

 procura-se uma atriz pornô
iloveaguilera.wordpress.com

Ainda reduzido drasticamente, o início do filme também contava com detalhadas cenas de Ali na busca de um emprego. O roteiro original mostrava a personagem visitando inúmeros lugares indicados no jornal – desde teste de elenco de um videoclipe até mesmo para um lugar que gravava um filme pornográfico. Essa cena, que mostrava Ali aterrorizada com o local que havia encontrado, foi retirada do segundo roteiro. Na versão final, nenhuma delas aparece, e a busca pelo emprego se resume aos riscos na página de classificados do jornal.

 Jack Jones
iloveaguilera.wordpress.com

Na versão original do roteiro, Jack se chamava Jack Jones, e não Jack Miller. Quando ele conhecia Ali no bar, dizia o nome em voz alta, ao invés de dar um cartão.

 quero ser garçonete
iloveaguilera.wordpress.com

No primeiro tratamento do roteiro, Ali tinha medo de subir no palco e se apresentar. Ela não insistia para que Tess a contratasse como artista, não comentava que era cantora, e pedia apenas para ser garçonete. Ali também lamentava que não tinha coragem de subir no palco vestida com os trajes do Burlesque Lounge.

 Burlesque de verdade
iloveaguilera.wordpress.com

Em uma das cenas, que chegou a ser gravada, Ali e Tess discutiam sobre o que realmente significava a cultura burlesca. Esse diálogo foi cortado da versão final.

 o oculista
iloveaguilera.wordpress.com

O número ‘Long John Blues’, que na versão final é apresentado por Kristen Bell, era originalmente uma piada contada por Tess. Na primeira versão do roteiro, a história envolvendo o dentista contava a história de um oftamologista. Nela, Tess falava que não conseguia enxergar nada no consultório, até que ele abaixou as calças.

 arranja um hotel, vai?
iloveaguilera.wordpress.com

No primeiro roteiro, Jack relutou bem mais na hora de acomodar Ali na casa dele. A versão final do longa simplificou sobremaneira essa cena, mas dedicou mais tempo para mostrar mais a paixão de Jack pelo piano e a história dele como pianista.

 medo do palco
iloveaguilera.wordpress.com

Outra cena que teve significativa mudança no roteiro foi a cena em que Ali sobe ao palco para fazer o teste no Burlesque Lounge. Na primeira cena, ela apenas observa de longe, enquanto Jack é quem insiste para que ela suba no palco e tente assumir o papel. Ali também não lutava contra Tess para ganhar o papel: ela pediu, timidamente, para fazer o teste – e quando a coreografia saiu errada, Sean tenta intermediar a situação e insiste para que ela tente novamente. No filme, é claro, é Ali quem insiste fervorosamente para fazer o teste novamente quando Tess interrompe a música.

Na versão original do roteiro, Ali ficava nervosa e não sabia qual música escolher para o teste, nomeando várias canções até que Tess, irritada, mandava ela escolher qualquer uma. No filme, a dinâmica é invertida: é Ali quem manda Tess escolher, mas não por nervosismo, e sim por confiança em dançar qualquer número do show.

 os dois lados da conversa
iloveaguilera.wordpress.com

Na cena do casamento de Georgia e Damon, era possível acompanhar a conversa dos dois lados da ligação entre Natalie e Jack. Nessa cena, Natalie anunciava que ficaria mais tempo em Nova Iorque e Jack deixava bem claro que eles estavam terminando o noivado.

 doses de Jack (Daniels)
iloveaguilera.wordpress.com

Tanto Jack quanto Ali ficavam bastante bêbados durante e após o casamento, enquanto no filme, o destaque é dado a Jack.

 a voz continua a mesma, mas os cabelos…
iloveaguilera.wordpress.com

No roteiro original, Ali decidia mudar radicalmente de visual e efetivamente cortava os cabelos antes do número de Good Girl, passando o resto do filme com os cabelos curtos. Na versão final, ela diz para Sean que “não vai cortar o cabelo” e que usará uma peruca para alguns números.

 not the last of me
iloveaguilera.wordpress.com

Quando Cher foi escalada para o filme, o roteiro sofreu alterações para incluir uma música para ela – no caso, Welcome to Burlesque. Esse seria o único número de Tess durante o longa.

Por insistência de Cher, o filme passou por uma alteração de último minuto para acomodar mais uma música dela – You Haven’t Seen The Last of Me – que precisou ser literalmente enfiada em alguma cena já que o roteiro não previa espaço ou orçamento para ela.

Algumas pessoas que foram às sessões de teste reclamaram que a cena quebrava o ritmo do filme, mas ela foi mantida na versão final e acabou ganhando um Globo de Ouro por Melhor Canção Original.

Mesmo depois da adição de última hora, Cher foi convocada para refilmar a cena quando as gravações do longa já haviam se encerrado. Boatos deram conta de que a filmagem original tinha erros de continuidade gritantes (como objetos desaparecendo de quadro para quadro) e precisava ser resolvida.

 a vida é assim….
iloveaguilera.wordpress.com

Como consequência da adição inesperada de You Haven’t Seen The Last of Me, o número musical That’s Life – cantado pelo personagem Alexis – precisou ser completamente retirado do filme.

Esse número já estava completo, contava com um espaço específico para a história e não deve ter custado barato para a Sony Pictures: a produtora comprou os instrumentais originais da música de Frank Sinatra para que o ator Alan Cumming, que interpreta Alexis, gravasse a versão do filme. A cena acabou virando um dos extras do DVD e teria lugar entre Bound to You e Show Me How You Burlesque.

 Jack, o cantor
iloveaguilera.wordpress.com

Na segunda versão do roteiro, That’s Life é cantada por Jack, não por Alexis. A alteração foi feita, mas mesmo depois da escalação de Cam Gigandet (que não sabe cantar) para o longa, o filme contaria com Jack soltando a voz em outro momento: em uma cena, ele deveria entrar no carro de Ali cantando e dançando. A revelação foi feita pelo ator em uma entrevista, que se disse ter ficado bastante constrangido por ter que cantar na frente de Christina.

 um novo fim
iloveaguilera.wordpress.com

Todo o terceiro ato do filme foi praticamente e radicalmente alterado na versão final. O relacionamento de Ali e Marcus, o destino da personagem Nikki e o desfecho romântico do filme sofreram alterações até mesmo depois que o longa estava completo.

Ali & Marcos get dirrty

Quando Ali vai à casa de Marcus depois de brigar com Jack, eles conversariam durante a noite e dormiriam juntos. As cenas chegaram a ser gravadas mas foram omitidas do filme, que resumiu à mostrar apenas aquela que seria a manhã seguinte dos dois (quando Ali descobre os planos de Marcus para o Burlesque Lounge). Um rápido flash de Ali acordando na cama de Marcus é mostrado no comercial de TV alemão do filme (e na foto que ilustra esta nossa página).

As pessoas não receberam bem a ideia de que Ali dormiria com Marcus imediatamente depois de brigar com Jack e por isso foi excluída do longa. As cenas de Ali e Marcus conversando na casa dele antes de dormirem juntos foram aproveitadas e apareceram durante os flashes de “A Guy What Takes His Time”.

Nikki quem?

Os primeiros roteiros pareceram esquecer da personagem Nikki no meio do caminho: depois da briga com Tess no estacionamento do Burlesque Lounge, a personagem efetivamente ia embora e nunca mais aparecia nem era mencionada no resto do filme. copiei do iloveaguilera!!

Valeu, Ali

A conversa em que Ali convence Tess a agradecê-la no final do filme é completamente diferente – Tess o faz por contra própria. Além disso, o filme contava com um diálogo sobre como elas sentiam falta de terem uma irmã. Esse diálogo, a propósito, mudou de lugar algumas vezes: na primeira versão, acontecia na cena em que as meninas saíam para comer pizza e deixavam Ali para trás. Na versão final do filme, a conversa sequer existe mais.

Ross And Rachel Feelings

A maior alteração de última hora veio no final. Depois da briga entre Jack e Ali, Jack decidia ir embora do Burlesque Lounge. Quando Ali descobre – após ter dormido com Marcus – ela corria atrás de um carro e impedia que Jack embarcasse em um avião no último segundo. Ali se declarava para Jack em público, o aeroporto inteiro rompia em aplausos e assim a história concluía.

O novo final – com Jack e Ali fazendo as pazes nos bastidores do Burlesque Lounge – foi escrita às pressas e gravada meses depois do encerramento das gravações, quando o filme já estava na pós-edição. A cena precisou ser alterada porque não foi bem recebida nas exibições finais de testes.

Gostou? Então curta também as curiosidades de bastidores clicando aqui!


Voltar para as informações gerais do filme


Anúncios