iLove Essentials ►


Com coreografia ou sozinha no palco; com uma orquestra completa ou um único pianista; com a voz quase silenciosa ou ecoando por todas as notas em uma única frase; com aparatos futuristas ou reproduzindo os anos 20; cantando as próprias músicas ou fazendo um inesquecível tributo; adolescente ou já adulta…

Quando Christina está no controle de um palco, o talento dela se revela em tantas áreas que é praticamente impossível descrever como e quem ela é. Afinal, são tantas facetas, tantas imagens, tantas possibilidades dentro de uma mesma garota, que às vezes nem dá para entender como estamos falando da mesma artista ou da mesma pessoa.

Para ajudar na tarefa de explicar quem é Christina Aguilera, nós selecionamos abaixo uma pequena lista das performances que consideramos essenciais para qualquer fã! Organizada em ordem cronológica, esperamos que essa pequena galeria te faça entender porque essa mulher conquista nossos corações desde a adolescência! A gente recomenda ler as descrições antes de ver o vídeo, ok?

Ah, e lembre-se! Existe uma Christina para cada gosto. Há quem gosta de ver notão. Há quem gosta de ver Christina explodindo sensualidade. Há quem gosta de ver Christina explorando o timbre mais baixo. Há quem gosta de todas. Escolha as suas!


2000

contigo en la distancia + genio atrapado ao vivo no 1º Grammy Latino

Tinha quem acreditava que Christina não era uma escolha adequada para cantar no primeiro Grammy Latino da história. Ainda menina pequena, ela foi provar que essas pessoas estavam erradas e soltou a voz e muita energia em um memorável medley de Contigo en La Distancia com Genio Atrapado. Com arranjos novos criados especialmente para a performance, e cantando em espanhol, com banda e orquestra, dança e totalmente ao vivo, ela veio deixar a sua marca na indústria mostrando que não era qualquer cantora pop.

2000

come on over baby ao vivo no My VH1 Awards

Nesta apresentação do último single de seu álbum de estreia, a grudenda Come On Over Baby, Christina mostrou que desde cedo tinha tudo o que precisava para fazer um público ir à loucura, mesmo com uma faixa puramente pop. Acompanhada de uma banda ao vivo, muita dança, alta energia e vocais de explodir o teto, essa performance certamente merece estar no rol de favoritas!

2000

climb every mountain ao vivo no DVD My Reflection

Christina não podia deixar o ano 2000 se despedir sem fechar com chave de ouro. Todo o DVD My Reflection reúne praticamente tudo o que ela é capaz de fazer num palco, mas a apresentação de Climb Every Mountain, em especial, levou isso a um nível à cima: um maestro para a orquestra, um outro para o coral, e um climax para essa Christina de apenas 19 anos de idade subir e descer por todas as notas que você conseguir acompanhar. A música é um cover de seu filme favorito, “A Noviça Rebelde”, e faria parte do álbum My Kind of Christmas, mas acabou ficando de fora por conflito de agenda. Se você ainda não viu essa performance de tirar o fôlego, pare de ler e não perca mais um segundo!

2001

pero me acuerdo de ti + falsas esperanzas ao vivo no Grammy Awards

Christina bateu o pé contra a gravadora e negou-se a apresentar o single Come On Over Baby no Grammy americano de 2001. Ela queria mostrar um pouco do álbum latino Mi Reflejo ao público, e o resultado foi espetacular. Uma combinação de músicas em espanhol não parecia lugar para o Grammy americano, mas Christina misturou nessa receita aparatos de palco, fogos de artifício, uma sessão de dança, uma orquestra acompanhada de uma banda, um penteado que levou 7 horas (!) para ficar pronto, e até uma tatuagem falsa cobrindo todas as costas, elaborada especialmente para a apresentação. Com gritos e aplausos durante toda a performance, é um clássico para qualquer fã de Christina assistir o tempo inteiro!

2002

fever ao vivo no Pussycat Dolls Live At The Roxy

Essa é para quem gosta da #Sexytina! Afinal, quer jeito melhor de dizer “olá!” para a Christina que surgiria, em alguns meses, com o álbum Stripped? O show nas apresentações underground do grupo Pussycat Dolls original é daquele tipo que todo fã sonha em ver completo um dia: diferente de tudo o que Christina já fez, a apresentação foi montada com uma coleção de músicas burlescas, cantadas num ambiente intimista e com muita sensualidade. Veja e nos diga: tem ou não tem um misterioso efeito hipnotizante na gente?  É tanta sensualidade ao lado de atrizes como Carmen Electra e Christina Applegate, que dá para entender facilmente porque foi aqui que tiveram a ideia de fazer o filme Burlesque!

2003

dirrty + fighter ao vivo no VMA

Atitude. Foi com esse espírito que Christina subiu ao palco do VMA 2003 pela segunda vez na mesma noite, unindo-se ao rapper Redman e ao guitarrista Dave Navarro para cantar dois dos mais agressivos singles que já lançou. Em 5 minutos de performance, Christina conseguiu reproduzir toda a postura que o álbum Stripped deixou nas nossas mentes.

2003

at last ao vivo no DVD Stripped Live in the UK

Essa seção não ficaria completa se faltasse uma performance de At Last – uma das poucas músicas que Christina canta desde o início da carreira até hoje. Talvez essa seja uma das mais impressionantes versões que fez para essa faixa original de Etta James, porque Christina a repetiu noite atrás de noite em quase 100 paradas da turnê mundial Stripped. Das notas iniciais à capela até aqueles minutos finais de tirar o fôlego (o nosso, porque aparentemente, o dela não acaba!), essa é uma daquelas apresentações do DVD Stripped Live in The UK que todo fã fica esperando chegar.

2004

beautiful ao vivo no Grammy Awards

Foi de pés descalços e ajoelhada no chão que Christina começou, à capela, a entoar o começo de uma de suas músicas mais icônicas. A simplicidade dessa apresentação acaba por aí, e logo dá espaço à mais grandiosa performance de Beautiful até hoje. Com um coral e uma orquestra ajudando no arranjo novo, a música fez a plateia alternar entre momentos de silêncio e outros de absoluto delírio – mais ou menos como a gente ficou assistindo pela TV!

2006

a song for you ao vivo no Grammy Awards

Depois de passar praticamente 1 ano sumida, Christina voltou ao palco do Grammy Awards casada, cheia de classe e prestes a lançar um dos mais aclamados trabalhos da carreira dela – o álbum Back to Basics. Para dar um gostinho do que viria nesse novo trabalho, ela se uniu ao pianista Herbie Hancock para fazer algo que pouquíssimos artistas atuais fazem: uma performance que se encerrou com uma seção improvisada. É de tirar o fôlego ver que, ao fim da apresentação, Herbie soltou os dedos no piano, Christina soltou a voz, e juntos eles explodiram de talento o palco do Grammy Awards 2006. E diz pra gente: como acreditar que essa mulher e aquela morena cantando com Dave Navarro em 2003 são a mesma pessoa?

2006

ain’t no other man ao vivo no MTV Movie Awards

Aí está a performance que marcou o início da era Back to Basics. Foi aqui que Christina fez a estreia de seu aguardado novo single, “Ain’t No Other Man”, mostrando que ainda tinha aquela mesma gana do começo da carreira. Prestando homenagem ao antigo nessa mistura com o novo, Baby Jane cantou, dançou e explodiu o palco do Movie Awards, deixando de queixos caídos uma impressionada Jessica Simpson e um empolgado Will Ferrell.

2006

makes me wanna pray ao vivo na Back to Basics Tour em Bercy

Quando a turnê Back to Basics teve início, na Europa, eram poucos os vídeos que rodavam na internet e revelavam o que os fãs podiam esperar pela frente. Talvez isso tenha contribuído para aumentar ainda mais a surpresa com esse trechinho final da performance de Makes Me Wanna Pray: Christina certamente impressiona ao vivo, mas nos shows realizados em Bercy, ela parecia especialmente inspirada! No fim da música, soltou vocais e levou o público ao delírio com malabarismos que ecoaram com força na arena e inevitavelmente nos remeteram àqueles vistos em Merry Christmas Baby! E quando você achava que acabou…. bom, digamos apenas que, se ver Christina fora de controle nos vocais é sua praia… então esse vídeo é pra você!

2007

it’s a man’s worldao vivo no Grammy Awards a grande favorita 

Quando Christina foi convidada para fazer um tributo a James Brown no Grammy de 2007, o diretor musical Rob Lewis foi suficientemente objetivo: “você sabe que muitos não te consideram a pessoa ideal para fazer isso, não sabe?”. Christina sabia. Talvez ela não fosse mesmo a personalidade mais óbvia para homenagear o pai do soul, mas era ela quem estava com essa responsabilidade e não ia fugir disso. Estudou os DVDs. Estudou as músicas. Treinou o gritinho característico dele. Treinou a giradinha (que ela acabou não fazendo com medo de tropeçar no salto). Aprendeu cada detalhe. E o resultado, todo fã sabe e se lembra: uma das performances mais icônicas e respeitadas da carreira de Christina. Aquela que não falta e não pode faltar. A apresentação que não apenas foi eleita como a terceira melhor de toda a história dos prêmios Grammy, como também foi utilizada pela academia para promover o evento do ano seguinte (“Obrigado, Christina, por reapresentar nossos queixos ao chão”, diziam os comerciais). Christina saiu do palco sabendo que havia detonado, e não tinha como não saber, afinal, a reação do público ao final disse tudo por si só. Naquela noite, o mundo não era de homem algum. Era dela.

2008

beautifulao vivo no CNN Heroes

Quando o ano de 2008 acabou, performances de “Beautiful” já não eram nenhuma novidade para os fãs; afinal, o single, lançado em 2002, acabou se tornando a música-assinatura de Christina, e com isso, performances da canção eram feitas em todo o tipo de ocasião desde então. Esse é um dos motivos pelos quais é tão difícil negar as virtudes dessa versão apresentada no CNN Heroes: mesmo em meio a tantas performances por tantos anos, algo especial nesse novo arranjo orquestrado fez grande parte dos fãs cansados perceberem que Beautiful ainda tinha muito espaço para brilhar como se nunca tivesse brilhado antes.

2008

i love you porgyao vivo no Grammy Nominations Concert

Essa é uma apresentação especial para aqueles que curtem os mais baixos tons da voz de Christina. Ela construiu sua carreira como sinônimo de grandes vocais e aparentes malabarismos, e era raríssimo vê-la explorar o puro timbre de sua voz. Essa performance marcou o início dessa mudança, quando Christina, pela primeira vez, se apresentou ao vivo mostrando uma faceta nova do seu talento, de forma absoluta e tecnicamente impecável. Mantendo-se contida durante toda a apresentação, Christina deixou evidente – mais uma vez, e de um jeito diferente – o motivo pelo qual sua voz é tão celebrada.  Um exemplo de versatilidade de quem, com 10 anos de indústria musical, ainda sabia surpreender. É, certamente, um dos ápices da voz dela.

2010

lift me up ao vivo no teleton Hope for Haiti

Depois de um ano longe da mídia e ativamente envolvida com causas humanitárias, Christina saiu dos bastidores e foi à frente de um grandioso teleton montado em recuperação ao desastre causado por um terremoto que destruiu o Haiti. Acompanhada de Linda Perry no piano e com vocais fortes que ecoavam pelo silencioso estúdio, Christina deu sua contribuição ao evento cantando uma versão acústica de Lift Me Up – faixa que faria parte do próximo álbum e que nunca tinha sido ouvida até então. Especial em todos os sentidos e com a sensação de que havia sido escrita para a ocasião, essa é uma performance que fã nenhum consegue esquecer.

2010

bionic + not myself tonight + woohoo ao vivo no MTV Movie Awards

Se tem uma performance que representa tudo o que o álbum Bionic reunia, é essa aqui. Com visuais fortes e um tema completamente diferente do álbum anterior, Christina lançou o aguardado quarto disco de estúdio no mesmo lugar onde anos antes havia lançado Back to Basics. Apresentando som e aparatos futuristas e apostando novamente em coreografia bem coordenada, a apresentação dá uma boa ideia do que poderíamos ver com a cancelada turnê Bionic!

2010

stripped intro + dirrty ao vivo no VH1 Storytellers

Com músicas inéditas e antigas cantadas ao vivo pela primeira vez, o especial Storytellers da VH1 foi um verdadeiro passeio pela carreira de Christina até então. Marcado pelo ambiente intimista e pela completa ausência de qualquer dançarino ou efeito para ajudar na produção, Christina mostrou que não lhe falta nada para levar uma noite sozinha no palco, acompanhada somente pelo próprio talento, presença e energia na hora de dominar, sem suporte, uma canção rápida. Cantando Stripped Intro pela primeira vez na carreira, ela levou o público à animação com essa performance especial de Dirrty, sem deixar nada a desejar na hora de lembrar seus dias mais sujos!

2010

I’M OK ao vivo no VH1 Storytellers

Quando lançou o Stripped, em 2002, Christina declarou que não incluiria I’m OK em setlist de shows, e que, se um dia optasse por cantá-la ao vivo, seria em uma ocasião especial e única. Essa postura não veio sem razão, já que a música conta a história de violência doméstica que enfrentou quando criança e é uma das mais pessoais e dolorosas de todo o seu catálogo. O momento de apresentá-la ao vivo finalmente chegou em 2010, da forma como Christina havia prometido: uma ocasião única e intimista, exclusiva para fãs, e que deixa os grandes vocais de lado para valorizar todo o sentimento por trás da delicada letra. A pedido dos nossos visitantes, essa apresentação, que é um marco definitivo para muitos, entra para o nosso rol de essenciais!

2010

YOU LOST ME ao vivo no THE LATE SHOW WITH DAVID LETTERMAN

Para mostrar o lado mais vulnerável do álbum Bionic, foram muitas as (excelentes) apresentações da faixa You Lost Me na televisão americana. Aqui, Christina canta ao vivo em um dos talkshows noturnos mais populares dos Estados Unidos sem a pompa e pretensão de uma grande premiação – e mostra, com maestria, que o disco também contaria com preciosos vocais e letras, que ao mesmo tempo eram sensíveis e poderosos.

2011

smile ao vivo no Michael Jackson: The Tribute Concert

Uma das mais controversas noites da carreira de Christina veio neste show especial em homenagem a Michael Jackson, a começar pelo próprio concerto, que foi um exemplo de desorganização e polêmica. Diversos artistas cancelaram suas aparições, a empresa responsável faliu e as exibições pela TV foram sucessivamente adiadas, restritas ou canceladas. Somando-se a essa mistura, tinha uma Christina que enfrentava o mais baixo momento profissional de sua vida. Embora fazendo sucesso na primeira temporada de The Voice, ela era alvo constante de boatos e tabloides, de negatividade, de ódio e de críticas. Com notório aumento de peso e usando uma maquiagem e cabelos que não pegaram bem em foto nenhuma, a participação dela no concerto a Michael Jackson virou motivo de chacota mundial. No meio disso tudo, foi fácil não perceber uma brilhante performance que revelava uma artista claramente vulnerável, entoando uma letra nitidamente apropriada para o contexto que Christina enfrentava.

2012

the prayer ao vivo na 2ª temp. de The Voice

De mentora à aprendiz. Na final da segunda temporada de The Voice, Christina e o finalista Chris Mann inverteram os papeis para um especial e emocionante dueto. Cantor de ópera clássica, o candidato explorou mais uma inesperada faceta da voz de Christina e fez o talento prevalecer no palco do programa. A dupla apresentou momentos de vocais silenciosos e de clímax, transitando por agudos e graves de forma gentil, suave e fluída. Ao mesmo tempo, víamos Christina arriscando no italiano e na ópera (com uma impressionante nota ao final!). Com muita sensibilidade, essa é uma performance para ver e rever, apreciar e se apaixonar, por muito e muito tempo! Ah, e sabe o que mais? Ela estava gripada nesta noite!

2013

black cat + scream + bad ao vivo na 5ª temp. de The Voice ★ votada pelos fãs

Depois de passar uma temporada fora do programa, Christina voltou com tudo a The Voice: caiu nas graças do público, levou uma candidata à finalíssima e fez um set de impressionantes performances. Dentre elas, um medley em homenagem a Michael e Janet Jackson que fez o palco de The Voice parecer cenário do Grammy Awards. Unindo-se ao pupilos do Time Christina, Jacquie Lee e Matthew Schuller,  Christina esnobou atitude e presença de palco, deixando claro para seus candidatos que é sem medo que se faz uma grande apresentação.

2013

say something ao vivo no American Music Awards

Quando Christina e a dupla independente A Great Big World subiram ao palco do American Music Awards, não teve nenhuma alma que acabou de assistir a apresentação sem se arrepiar (e Taylor Swift, fofa, até chorou!). O silêncio da música fez calar a plateia energética para ouvir aqueles minutos de honestidade se destacando em um evento marcado por explosões e efeitos. Os meninos, dominando com simplicidade a primeira vez que subiram ao palco de uma premiação; Christina, com a voz harmônica ecoando pelo anfiteatro sem subir o tom uma única vez em seus versos. Um daqueles momentos que, de tão puros, nos tiram o fôlego e não podiam deixar de estar aqui! Não é à toa que a música catapultou ao sucesso e levou o A Great Big World a uma projeção que eles nunca haviam antecipado.

2015

tributo a nova iorque ao vivo no All Star Game da NBA

Christina é quase uma veterana nos jogos na NBA. Até 2014, colecionava nada menos do que 5 performances em grandes eventos da liga americana de basquete, e depois desta 6ª performance por lá, não é difícil entender porque ela foi convidada para apresentar-se na abertura do grandioso All Star Game. Em transmissão ao vivo para todo o planeta e com um medley em homenagem à cidade de Nova Iorque, Christina dançou e cantou com maestria clássicos imortais, showtunes da Broadway e novos sucessos das rádios. Com participação especial do rapper NAS e do grupo nova iorquino de dançarinas The Rockettes, e sob arranjo do talentoso Rob Lewis, Christina mostrou mais uma vez que domina um palco como ninguém e que não existe música que ela não consegue cantar! Nessa primeira grande performance desde o nascimento de seu segundo filho, ela cantou Theme from New York, New York (Liza Minnelli e Frank Sinatra), On Broadway (George Benson), Living For the City (Stevie Wonder), New York State of Mind (Billie Joel), N.Y. State of Mind (NAS), Empire State of Mind (Alicia Keys e Jay Z) e Theme from New York, New York (Liza Minnelli e Frank Sinatra)

2015

tHE THRILL IS GONE AO VIVO NA 8ª TEMP. DE THE VOICE

As performances que geralmente unem os mentores do The Voice costumam ser bem democráticas na hora de evitar que um receba mais destaque do que o outro – uma característica que mostra porque o quarteto de jurados funciona tão bem como grupo. No entanto, quando chegou a hora de homenagear o recém-falecido BB King – uma das grandes declaradas inspirações de Christina – não tinha como colocá-la no banco de trás. Nessa brilhante performance conjunta de uma de suas músicas favoritas, The Thrill is Gone, Christina solta sua paixão pelo blues e é colocada por seus colegas de palco como a grande líder da apresentação, que termina com uma série de malabarismos que só ela sabe fazer e que inevitavelmente faz o plateia explodir em gritos e aplausos.


Voltar ao Topo


65 comentários sobre “iLove Essentials ►

  1. Thyago Rocha disse:

    A Song for Youuuuu… nunca conseguirei enjoar dessa performance! Precisa, cheia de amor, potência… as caras que o Herbie faz olhando as acrobacias da Xtina são as melhores…! Lindo, lindo, lindo! <3

    Curtir

  2. Stuart disse:

    Lista impecável. Todas as apresentações que eu imaginei ao acessar a página estavam aqui. Senti falta de You Lost Me (no American Idol), uma apresentação que me toca/arrepia todas as vezes em que assisto aquelas veias do pescoço saltando ao atingir algumas notas. Parabéns Ilove, cada mais mais perfeito e completo. Que venha então a nova era!!!!

    Curtido por 1 pessoa

  3. Thyago Rocha disse:

    Stripped Intro + Dirrty foi legal mas eu trocaria por I’m Ok … uma música icônica, cantada pela primeira vez e que acho que não mais se repetirá… a cara de choro da Xtina durante toda a música dá uma dó … amo!

    Essa faltou, ILOVE!

    Curtir

  4. Taciana disse:

    Que ideia maravilhosa, Ilove!

    Eu sempre mostro algumas dessas apresentações pra quebrar alguns preconceitos: quando dizem que ela só sabe gritar, I love you Porgy e Say something. Pra desmentir a imagem de arrogância, The prayer e o Jacksons Medley (e faço questão de explicar como ela trocou de lugar com o pupilo no caso de The Prayer e como, no medley, ela ficou sentada no fundo, dando espaço pra os pupilos brilharem).

    Apresentações fodásticas e que doem: Bionic medley, pela turnê cancelada, e Smile, porque provavelmente nunca veremos as apresentações daquele evento com boa qualidade e principalmente por causa da superficialidade nojenta que transformou 2 performances e uma artista e pessoa extraordinárias em motivo de chacota.

    Escolher a melhor apresentação de Christina é praticamente impossível, mas a minha preferida é o tributo a Nova Iorque: sempre me passa na cabeça um filme de toda a negatividade que Christina enfrentou nos últimos anos, e finalmente revê-la em toda a sua glória me faz rir e chorar sempre, é como se eu estivesse assistindo de camarote à vitória de uma de minhas melhores amigas.

    Só acho que faltou uma performance pra ficar perfeita: a histórica I´m ok, no Storytellers.

    Curtido por 1 pessoa

  5. Thyago Rocha disse:

    SMILE, XTINA! Você daria a volta por cima! Que sonho ver essa apresentação em formato profissional… apesar de estar toda cagada, foi impecável vocalmente! Eu AMO essa apresentação!

    Curtir

  6. leonardo silva disse:

    Lista Perfeita!!! Senti falta apenas do Grammy em homenagem a Areta. 5 vozes diferentes, e o retorno das boas criticas a Christina!!! ( no sentido de voz, porque ainda encheram o saco da “quase” queda ). No mais, é uma ótima lista para novos fãs de Christina Aguilera!!!

    Curtido por 1 pessoa

  7. leonardo silva disse:

    Posso sentir falta de mais uma? NÃO CONSIGO PARAR DE ASSISTIR A APRESENTAÇÃO DE RIOT. Estou apaixonado!!! Ela caberia nesta lista? Ou estou viajando muito? hehe

    Curtido por 1 pessoa

  8. Thyago Rocha disse:

    RESUMO ILOVE: a lista foi precisa, com várias possibilidades e facetas da XTINA BUT … you know … hahahaha… eu incluíria aí a Perfomance de:
    – WALK AWAY no David Letterman que pra mim é icônica e mostra um outro lado do Stripped…

    – HURT – VMA2006 (como você pode esquecer?!) está no meu TOP3 … falei 3! rsrsrs

    – I’m OK no VH1 Storytellers substituiria pelo combo Stripped Intro + Dirrty …

    Mas entendo perfeitamente a dificuldade da sua missão!
    Parabéns pela seção maravilhosa!

    Curtido por 2 pessoas

  9. Mia disse:

    Deveria ter I’m Ok no VH1 Storytellers, essa performance é mais do que emocionante pra quem assiste e pra própria Christina, com certeza deveria estar ai <3

    Curtido por 1 pessoa

  10. Katherine disse:

    Deveria ter tbm na lista Do What U Want com a Gaga no The Voice e o Medley do VMA 2003 com a Britney e Madonna, essas performances são epicas de mais! Poderiam por tambem, Oh Mother naquele especial da MTV/B2b Tour; a Performance no Super Bowl com o Enrique Inglesias; Walk Away no David Letterman; Hurt no VMA 2006; I’m Ok no VH1 Storytellers; Tributo pra Aretha no Grammy; Medley de Lotus no AMA 2012; Bound To You naquela coletiva de Burlesque e eu acho que só. Espero ter ajudado :)

    Curtido por 1 pessoa

  11. birdofprey disse:

    excelente selecção! para mim falta apenas e só um.

    A única vez que cantou I’m ok no Storytellers. Está perfeita, então quando ela se engana é perfeita. Nota-se que está desconfortável para ela cantar de tão sincera que é a letra.

    Curtido por 1 pessoa

  12. santossue disse:

    Estava no celular e corri pra assistir no PC, só pra poder comentar direito! Obrigada por essa seleção maravilhosa, Ilove!

    …Depois de ver td isso, assim de uma só vez, uma pergunta me vem a cabeça: Como ela consegue subir num palco e não tremer inteira?? Não se intimidar pelo público, pelas câmeras, conseguir cantar, e cantar de vdd, não falo só das notas altas, é ter voz mesmo! Acho que por isso tanta gente não se destaca: ou faz ao vivo meia boca, ou manda logo um playbackão!!!

    Acho que Acrescentaria, como muitos disseram acima, o live de I’m Ok e Hurt, ainda o de Oh Mother, quando ela canta pela primeira vez e se emociona e chora, E Ainda, O Funeral da Etta James. Aquele live foi divino, emocionante demais. O Live de You Lost Me no Storytellers é legal, mas o do Letterman é o meu preferido!

    P.S. Não acredito que citaram aquela palhaçada com a madonna e a neyde. Desligaram o microfone dela, gente, isso não se faz!

    Curtido por 1 pessoa

  13. Ana Carolina Grymberg disse:

    Ah! Eu gosto muito das performances de Nobody wants to be lonely e acho q Lady Marmalade é uma parte importante da trajetória dela q não devia ter ficado de fora
    Dirty Diana apesar do visu bagunçado foi de tirar o fôlego.

    Curtido por 1 pessoa

  14. André disse:

    Primeiramente, adorei essa seção! ♥ Mas tem dois vídeos do Storytellers e nenhum deles é I’m Ok? Como ja disseram, foi único, cantada pela primeira vez e dificilmente se repetirá! Fora toda a ligação e emoção da Christina! Uma das performances mais emocionantes e pessoais da carreira dela!

    Curtido por 1 pessoa

  15. Victor Hugo disse:

    ILove…
    Amei todas as suas lembranças!!!!
    Sensacionais.. Mas eu acho que você deveria ter colocado I’m Ok no lugar de Stripped/Dirrty no VH1.
    Única performance, totalmente sentimental, mais até do que You Lost Me.
    No lugar de Beautiful do grammy, não gostei muito pelo visual e a existência do CNN Heroes, ninguém supera essa versão
    Acharia melhor Walk Away no David Letterman, essa performance além de ser impecável, é motivo até da criação de fãs dela, como visto no Ilovefans

    Curtido por 1 pessoa

  16. iloveaguilera disse:

    OK, antes de tudo, obrigado todo mundo pelas opiniões e comentários! Não esperava que tanta gente viria aqui na estreia da página, já que possivelmente todos já temos essas apresentações memorizadas detalhes por detalhes!

    Agora, deixa eu me explicar….

    1 – I’M OK no Storytellers. Sabia que essa ia aprecer! Eu fiquei muito na dúvida se deveria colocar e vcs já me convenceram. Vou substituir pela de You Lost Me, que tem várias outras opções para escolhermos. Foi mencionada a do Letterman (que é minha favorita ao lado da do Early Show), mas vou rever todas elas para relembrar qual é a mais apropriada para cá. Eu sei que a do American Idol (também mencionada aqui!) é a mais famosa e mais grandiosa, mas honestamente, eu acho ela, de longe, a mais fraca (à exceção da do Today Show). Eu tava na dúvida se colocava I’m OK ou Oh Mother (outra mencionada), mas vou ficar com I’m OK por ser a única performance.

    2 – Hurt no VMA: Essa, a propósito, é uma das que eu mencionei no post… eu cheguei a fazer descrição e tudo mais, até o vídeo tava online. Mas quando eu vi as performances seguidamente, achei que essa não tava no mesmo nível e acabei deletando da relação. A música é linda, o set é lindo, mas… não sei. Vendo de novo o link que o Thy postou, realmente não acho que deve ir pra lista. Não me matem!! É muito difícil escolher, mas por enquanto vou manter assim, ok? A dica de vcs vai ficar aí pra todo mundo que discordar de mim, procurar com base nos votos aqui!!

    3 – Shotgun/Riot – Acho melhor esperarmos um tempo e ver como ela sobrevive ao lado dessas! Ainda tá muito fresca na nossa mente!

    4 – Aretha – Fiquei surpreso em ver essa dentre as mais votadas! Eu acho excelente, mas não esperava ver ela eternizada aqui!

    Continuem dando as opiniões, pessoal! Assim como nosso blog, essa seção vai ser eternamente em construção! É só vcs se manifestarem que a gente vai conversando e escolhendo juntos!

    Curtir

    • Marina Aguilera disse:

      a primeira vez q ela cantou Oh Mother naquele especial, pra mim, foi um dos momentos mais emocionantes ever..choro até hj vendo ela chorar…

      Curtir

  17. Jefersonn disse:

    Como sempre Ilove, quero te conhecer, quero te encontrar, quero te amar hahaha Indefectível lista!!! Parabéns pelo bom gosto… Olha EU JURO, antes de clicar no link eu já sabia quase todos os lives que vc ia pôr (começando pelas latinas, EU SABIA!). Minhas dicas são (pelo que li, vc concorda comigo): You Lost Me live do David Letterman [é minha música preferida da Xtina, e é sem dúvidas a melhor apresentação vocal dela da música, e provavelmente top 3 da carreira no quesito “inexistência de falha”] e Tributo a Arethão no Grammy 2011, né Ilove?!?!?! A mulher fez TUDO que tem naquela apresentação: grave suave e áspero, agudo suave e áspero, melisma, vibrato e ainda termina com um whistle Mi menor da escala 6!!!! Põe logo essa!

    Curtido por 1 pessoa

  18. Falcão Jr. disse:

    Amei, quem nunca escolheu alguns desses vídeos para apresentar a Christina para amigos tentando os converter ao Xtianismo?hahahaha Duas performances que eu gosto muito de usar para apresentá-la são:
    1) Walk Away do SLITUK (me arrepio todas as vezes, vocais impecáveis e uma interpretação fantástica)
    2) Show Me How You Burlesque no DWTS – Só no primeiro grito ela já destrói várias carreiras, sem falar que amo o fato de, mesmo estando acima do peso, ela vai lá e mostra toda a sua sensualidade e versatilidade dançando. E como ela é coerente, ela sempre falou que amava seu corpo da forma que era, as pessoas achavam ela arrogante pq ela era gostosa quando falava essas coisas, mas ela nunca deixou de se amar, mesmo estando fora dos padrões de hollywood, ela continuava se exibindo da mesma forma.

    Curtir

  19. Rachel Moniz disse:

    Que lista linda de ver e rever. Nossa musa realmente é uma camaleoa e poucas são as pessoas que se igualam a esse talento. Como já dito, acho que só senti falta de I’m Ok mesmo.
    Para quem ler estes comentários, sugiro também assistir ao medley de Impossible/Beautiful, do American Music Awards de 2002, se não me engano. Nesta performance, vemos um lado soft e delicado de Christina, que vinha numa onda de sexualidade e agressividade depois de Dirrty. Acho que vale a pena assistir!

    Curtir

  20. rick disse:

    Eu acho que faltou o vídeo do Medley no AMA que ela canta muitas musicas famosas da carreira e é a única vez que ela fez algo do tipo e duvido que fará novamente.

    Curtir

  21. suzanambrito disse:

    Rever esses vídeos antigos me fez perceber o tanto que ela era magra no passado. No vídeo do Grammy Latino dá vontade de pegar ela, sentar na mesa e colocar comida na boca, prefiro ela na era Stripped com formas mais definidas. Ela evoluiu muito também na forma de vestir! Rsss… Mas brincadeirinhas a parte, o carisma e o talento sempre foi o mesmo. <3

    Uma das minhas performances preferidas é "You Lost Me" no American Idol. Tem uma introdução linda de Fighter que contrasta com a vulnerabilidade da apresentação dela.

    Curtir

  22. mario fighter disse:

    Lady marmalady nao podia ter ficado de fora,na tour b2b ela se diverte tanto,da para ver que ela curti muito essa musica,acho que o lado baby jane deu as caras no ft com o Nelly,eu amo aquela apresentaçao,lembro que fiquei acordado so para ver ela,e foi demais

    Curtir

  23. Jacqueline Malafaia disse:

    Finalmente achei um tempo pra assistir os vídeos! KKKKKKK Valeu por ter criado essa página iLove. Eu não sou fã da Christina desde o início da carreira, então muitas dessas performances entre 2000-2008 eu não tinha visto antes.

    Adorei a sua seleção, mas substituiria a performance de Makes Me Wanna Pray pela de Hurt no VMA 2006. Amo de paixão as performances de MMWP na B2BT, mas tenho um carinho especial por essa performance de Hurt já que foi o primeiro live que eu assisti da Christina antes mesmo de me tornar fã dela. Fora que eu acho tudo sobre essa performance uma maravilha. Christina está lindíssima com esse vestido vermelho e a dramatização dela principalmente no final da performance me dá arrepios toda vez que revejo.

    E revendo essas performances do início da Era Bionic me bate uma nostalgia. Nunca supero essa do Movie Awards toda vez que vejo ou lembro me pergunto o porque essa era não deu certo. Bionic tinha tudo pra ser uma das maiores fases da carreira da Christina. Nunca vou aceitar que o álbum não foi bem aceito e que a Xtina passou por um dos piores momentos dela nessa época.

    Mas enfim, amei as escolhas e com certeza vou voltar muito aqui pra rever essas performances maravilhosas que só demonstram o grande talento de Christina e o porque me tornei fã dessa artista maravilhosa.

    Curtir

  24. Sebastian Gabbi disse:

    Que lindeza relembrar dessas épocas e das várias facetas da Madam X. Eu, que conheci ela por causa do CNN Heroes (ótimo ter conhecido ela por esta apresentação né?) e hoje sou um fã declarado esta lista é maravilhosa. Pra mim, a lista está perfeita..but…you know (cara, eu amo quando ela fala isso) realmente, tem que substituir You Lost Me por I’m Ok. Essa performance foi única e tão pessoal que não consigo ver sem chorar. No mais.. está ótimo. Ahh, e claro, deveria estar também Oh Mother no especial Back to Basics da MTV. Ta, eu sei… Estou repetindo o que alguns já falaram aqui mas nunca é demais reforçar.

    iLove.. AMO VOCÊS!!! <3

    Curtir

  25. Victor Hugo disse:

    Ilove… Acho difícil de acessar pelo celular, pq é muito vídeo e demora um pouco pra carregar… Mas pelo celular, no computador não tenho grandes problemas.

    Curtir

  26. Giulia Camyla disse:

    Adorei a seleção! Virei fã a pouco tempo, mas gostaria muito de ter conhecido ela antes. Uma que é perfeita é Oh mother no especial da MTV. Sempre me emociono junto com ela. Obrigada

    Curtir

  27. leeomiranda disse:

    Ilove, vcs não vão colocar Shotgun/Riot, mesmo?
    E uma apresentação que ninguém falou mas que eu tenho um carinho enorme é a de natal de 2011, eu acho, que Christina cantou Have Yourself A Merry Little Christmas! Queria muito essa, obrigado!

    Curtir

  28. Guilherme A Campos (@gui_unico) disse:

    something´s got a hold on me na ellen e a apresentação dela com o micky jagger dos stones (pra mostrar ainda mais a versatilidade da nossa diva) cantando live with me (AMOO!!). só adicionaria essas.

    o resto é questão de escolher uma versão ou outra, como you lost me ou beautiful – ahhh gente, não gosto dessa do grammy :( prefiro tão mais a do CNN ou outras até. dirrty eu prefiro a sexytina no EMA do que a agressivatina dos VMAs do combo + fighter.

    e realmente de lotus, nem dá pra te defender amiga, no AMA foi bagunçado, as do the voice nenhuma salvou (com algumas horríveis até, como com o ceelo) e blank page foi mediano no peoples choice, nada memorável. talvez your body no jimmy fallon rs

    e olha que é foda falar isso pq eu amo algumas músicas de outras apresentações, enquanto tem outras apresentações aí com músicas que nem mexem comigo, mas estão realmente tecnicamente/emocionalmente perfeitas e balanceadas.

    das que estão aí minhas favoritas (que tb escolho pra mostrar pros amigos quando tento convertê-los ao xtinianismo) são: lift me up, aint no other no movie, its a mans world, e you lost me (tb prefiro essa que tu escolheu)

    Curtir

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s