Arquivo da categoria: Artigos

Christina fala sobre novo álbum, The Voice e carreira em nova entrevista – leia jácostumar a esse

O Collider.com sentou com os 4 técnicos no The Voice para uma nova e extensa entrevista. Nela, Christina teve a oportunidade de falar sobre o programa, a família e também o novo álbum. Ela não entrou em muitos detalhes, mas já se abriu um pouco mais sobre o que vem por aí. Confira.

O que você vai fazer para destronar Adam e Blake?
Com técnicos diferentes, você tem gostos e estilos diferentes para diferentes talentos que vêm ao programa. Eu sempre penso, “OK, talvez dessa vez eu ganhe”. Eu sei que eles estão nisso há 8 temporadas, e eu não estava aqui na temporada que Usher ganhou. Mas honestamente, eu só quero me divertir, ouvir grandes cantores cantando grandes músicas, e usar meu instinto, como sempre. Tudo acontece por um motivo. Eu tenho certeza que minha hora vai chegar. Mas não é só a gente. É ótimo poder dividir e se orgulhar de alguém que você apoiou durante essa jornada, que é louca e dá muito trabalho a eles. Você tem a oportunidade de ver o que eles passam. É um formato competitivo, o que eu amo e odeio ao mesmo tempo. Eu não gosto quando a música é tão competitiva. Mas é excitante e um ótimo treinamento para preparar esse pessoal para o futuro, quando eles já não mais estarão no programa. É um campo de treinamento incrível, no geral.

Christina, o que você pode falar sobre suas músicas novas?
Ainda é um processo criativo grandioso para mim. Eu não fico lançando música por aí só para eles continuarem chegando. Eu acredito na arte de criar e no tempo que me leva para nutrir algo e me dedicar aos detalhes. Eu escrevi muito durante minha gravidez no ano passado, quando eu estava vivendo e absorvendo tudo a minha volta. Isso com certeza vai aparecer no álbum. Minha música sempre vai ter alma, porque é de onde eu me inspiro naturalmente. Mas eu estou particularmente interessada em uma música que Pharrell fez mas que não vamos entrar em muito detalhes agora. É uma música muito, muito legal. No fim, estou simplesmente feliz de trabalhar em coisas que me empolgam e não são forçadas. É um trabalho em andamento.

Quais são alguns dos problemas que você teve que enfrentar e superar com sua própria voz, e que você gosta de dividir com outros cantores?
Cada um de nós tem o próprio estilo. Todo lutamos contra alergias e todos temos dias bons e dias ruins, especialmente durante uma turnê. Você tem que descansar e cuidar de si. Eu recebo massagens. Não tenha medo de se dar pequenos luxos. Também uso algumas pastilhas e sprays de gargante que ajudam. Honestamente, eu adoraria ter um segredo imenso e surpreendente, mas é tudo muito básico. Mel e chá.

O que você faz para garantir que sua bela voz permanece afinada?
Definitivamente, aquecer seu instrumento e tomar o tempo que precisar para tirar aquele sono que você precisa. Com dois filhos, às vezes vocês simplesmente não dorme. Às vezes, você está na estrada e sofre de jet lag [por causa da constante troca de fuso horário]. Você tem que se acostumas com esses obstáculos, e por isso o programa também é bom. Ajuda crianças e adultos a perceberem que é muito difícil ter uma voz incrível na TV, porque às vezes o som é muito condensado e fechado. Isso faz todo o tipo de imperfeição sobressair, o que é louco, mas é como a coisa funciona. Você é um performer e nem sempre as coisas sairão perfeitas. Eu faço aquecimento na voz por cerca de 20 a 30 minutos, passando por notas diversas. É muito importante.

Na indústria do entretenimento, você tem que ser forte. Como técnicos e mentores, qual é a melhor técnica para reconstruir a auto-confiança?
Quando você está em uma plataforma tão grande como essa, e você precisa chamar a atenção do mundo inteiro, o segredo está na sua cabeça. Você pensa, “meu Deus, achei que tinha me saído bem, mas essa pessoa está falando isso ou aquilo de mim”. Isso é parte da indústria e do treinamento, mas é difícil. Eu particularmente gosto de apoiar as mulheres do programa. Nós sofremos mais do que qualquer outro, ter que chegar no palco com saltos altos enquanto os cara chegam de tênis e bota. Morro de inveja. Mas meu coração fica com as meninas que vem aqui. Eu sei o que é ser criticada. É parte do jogo. Mas você nunca vai ser boa suficiente, ou fazer a coisa certa, aos olhos de todo mundo. Isso é algo que eu aprendi há muito tempo. Pode te levar à loucura, te deixar muito nervosa. E eu só quero vê-las brilhando, tendo a oportunidade de subir no palco. Quero que eles saibam aproveitar o momento. Eu não consegui um contrato com gravadora depois do Star Search. Isso demorou anos para acontecer, foi muito tempo depois que saí do programa. É uma das coisas que tenho na manda. Parte das cores conferidas à minha jornada, que tem altos e baixos. Que me fizeram uma guerreira e a pessoa forte que eu sou hoje. É nisso que eu insisto com eles.

Porque vocês acham que o programa de vocês tem sucesso contínuo e seus concorrentes não?
As pessoas se interessam pela jornada. Eles gostam de ver o começo humilde de uma pessoa, que é como todos nós começamos. Eu não nasci em nenhum tipo de riqueza, nem de longe. Meu pai trabalha no exército e nós vivíamos viajando. Meus filhos estão crescendo com uma vida que eu nunca tive. Você consegue ver as histórias se desenrolando. É humano e é real. As lágrimas que você vê são lágrimas de verdade. Eu me emociono muito. Me mata ver alguém do meu tipo ir embora. Você se importa com as pessoas que chegam e fazem de tudo para cantar o melhor que conseguem. A construção faz parecer que é uma luta pela vida ou morte. Eu gosto de chegar no programa e apoiar pessoas até o fim do mundo, e então permitir que eles se desenvolvam em que eles querem ser depois disso. Eu não gosto de parecer que é essa situação de luta pela vida ou morte. É sobre a história e a jornada de alguém. É honesto.

Vídeo, fotos e o falatório da performance de Christina na NBA

Existe alguma coisa que me atrai em Christina Aguilera, e eu não sei bem explicar o que é.

Mentira, sei sim. É o talento puro dessa mulher que me tira do sério. Essa versatilidade, essa autenticidade, essa naturalidade que ela tem para subir num palco e mostrar porque tá ali em cima, sem nem precisar se contorcer em 32 para ver se sai alguma coisa, nem entupir efeitos no palco para ter com o que impressionar as pessoas (reparem como os efeitos complementam a performance dela, mas nunca são o assunto principal no comentário das pessoas).

Não, com Christina Aguilera é diferente.

Cheguei, que que vocês mandam?

Christina nunca colocou a dança e a coreografia bem elaboradas em primeiro lugar, mas ela é nata para isso do jeito que poucas são. Não me refiro a saber dançar aquela dança ensaiada, robótica, perfeita. Estou me referindo à integração do corpo com a música de forma autêntica. Reparem a naturalidade com que ela entra nos passos coreografados e sai para tomar conta do próprio jeito de mover o corpo, sem nunca, no entanto, perder o ritmo e a sincronia com o que os dançarinos estão fazendo. Ela decide quando vai entrar com eles e acerta a hora e o tempo com perfeição, sem precisar olhar e identificar onde eles estão.

Assim, não é difícil perceber como é impecável o equilíbrio e a transição dela para dançar conforme ensaiado, dançar conforme a música e dançar conforme o público. Ela faz coreografia, faz o próprio movimento, joga para a galera, volta para a coreografia e por aí vai. É natural.

Aliás, eu tenho plena certeza de que ela tem consciência disso. Ela entra e controla o palco com o ar e tom de quem sabe o que é e o que vai fazer. Com a confiança de que ela é uma veterana nessa indústria e que podem falar o que quiserem dela, mas respeito ela tem (e o fato de ela não aparecer cantando em todas as oportunidades do planeta acaba tornando as raras oportunidades especiais). Fazer isso depois de 15 anos de carreira nessa indústria, meu amigo… não é fácil.

Sério, quando essa mulher está no topo do jogo dela, não tem para ninguém…

Continuar lendo Vídeo, fotos e o falatório da performance de Christina na NBA

NBA! Grammy! Nova música! Novo álbum! Nick Jonas! Nicki Minaj! Miley! Bang Bang! Max & Summer! Nada ficou de fora em nova entrevista da Christina para a TIME

É tanta coisa bacana em uma entrevista só, que a gente nem soube como escolher uma para figurar no título! Nesse bate-papo com a revista TIME, Christina diz porque não foi ao Grammy, o que a gente pode esperar da performance de domingo (com um convidado especial!), e quem na indústria da música atual ela imaginaria em um remake de Lady Maramalade. Vamos descobrir?

Continuar lendo NBA! Grammy! Nova música! Novo álbum! Nick Jonas! Nicki Minaj! Miley! Bang Bang! Max & Summer! Nada ficou de fora em nova entrevista da Christina para a TIME

Na mídia – Christina rouba cena no quadro musical do Tonight Show

Na notícia anterior, muitos de nós comentamos como é incrível que quando a Christina começa a cantar, todos os olhos e ouvidos imediatamente se voltam à ela. Ontem, cercada de tantos talentos e superestrelas, ficou evidente que nós não estamos sozinhos nesse pensamento. Quer ver por que? Aí vão algumas das matérias publicadas por essas revistas na web.

Vamos começar pelo Daily Mail, que já deixou tudo bem claro no título do artigo: “Christina Aguilera lidera um sing-along recheado de celebridades no especial de Jimmy Fallon para o Super Bowl”.

No corpo do texto, eles se uniram à várias outras publicações:

Poderosa: Christina colocou o público na palma das mãos graças aos seus impressionantes vocais – Daily Mail.

Assista ao vídeo logo abaixo, e não deixe de ficar até o final para ver Christina Aguilera aparecendo e cantando daquele jeito que só Aguilera sabe fazer. – Billboard

Usher, Blake Shelton, Meghan Trainor e One Direction (que não faz muita coisa depois de serem confinados dentro de um quadradinho) também contribuíram para o quadro, mas em uma performance à capella que reuniu vozeirões como Underwood e Grande, é Christina Aguilera quem rouba a música levando o refrão final às alturas durante o grand finale. – Rolling Stones

Apesar da variedade de gêneros, todas as estrelas envolvidas se saíram bem juntos. Christina Aguilera meio que rouba a cena no final, abafando todo mundo com seus vocais dramáticos. Isso já não é novidade para ninguém. – Revista TIME

(…) E então a coisa toda acabou reunindo uma gigante família de celebridades do escalão A, incluindo One Direction, Meghan Trainor e Christina Aguilera (que claramente roubou a música com o vocal foda dela). – Buzzfeed

E você? Perdeu? Não viu o vídeo? Não sabe do que estamos falando? Quer ver de novo? Então clica aqui!

Retorno de Christina é momento aguardado em 2015

Dois dos quatro editores do site That Grape Juice escolheram Christina com um dos momentos mais esperados de 2015, mostrando que não somos nós, os fãs, que estamos sedentos por uma grande explosão dela no mundo musical.

Os editores do site tiveram que apontar apenas três desejos para a indústria da música neste ano, e aí vai o que eles tiveram a escolher (com o trecho de Christina em destaque):

Editor Sam
Um novo álbum de Beyoncé
O retorno de Janet Jackson
Reencontro das Destiny’s Child

Editor David
Mais diversidade nas rádios Top 40
O surgimento de uma nova estrela R&B
O retorno do empresariado no estilo de Matthew Knowles

Editor Rashad
Que um artista negro domine as paradas com música de respeito
Um grupo vocal
O retorno completo de Christina Aguilera

E eu não me refiro apenas literalmente, eu me refiro à Xtina por quem todo o mundo se apaixonou – vocais, coreografia, palco, convicção, etc. Por ser uma artista que sabe equilibrar os álbuns dela entre substância e superficialidade, eu amaria que ela nos seduzisse com um single pop grudento, para então nos cativar com um álbum pop de qualidade (um cruzamento entre Stripped e Bionic).

Editor Joe
O retorno das músicas uptempo
Diversividade entre os artistas homens
Um álbum sucesso de vendas por Christina Aguilera

Lotus deixou um gosto ruim na minha boca. Não por conta de material fraco, justamente o contrário. O álbum tinha vários momentos comerciais que o Time Xtina nunca soube tirar vantagem. Uma vergonha, porque o público tem gostado cada vem mais dela desde que ela entrou para The Voice. Agora que a cantora voltou ao estúdio e ao assento dela no programa, espero que ela tenha as pessoas certas em torno dela para ajudar nas escolhas certas, quanto a direção criativa, escolha dos singles, treinamento de mídia, sonoridade em geral, e principalmente PROMOÇÃO. Solte os fogos, Xtina!

Normalmente, nós não postamos esse tipo de artigo aqui – mas considerei bacana dois dos 4 editores – com escolhas tão genéricas e pedindo mais diversidade no mundo da música – apontarem especificamente o nome de Christina.

Christina, sua linda,

O mundo está te esperando.

Aproveita.