Sony Music paga indenização em processo envolvendo “Understand”

Back to Basics acaba de custar 170 mil dólares para a Sony Pictures. Há mais de dois anos, postamos aqui detalhes sobre uma ação judicial envolvendo os direitos autorais de “Nearer to You” – música antiga cujo trecho foi usado por Christina para compor o refrão de Understand.

Na época, nós noticiamos o processo e dissemos o seguinte, caso você não se lembre:

Segundo o CT News Junkie, a Sony deveria pagar à Harris-Clemons royalties de 5 centavos por cada cópia vendida do álbum, mas os pagamentos pararam porque a Sony disse que “outra pessoa comprovou ser dona dos direitos da música”.

No processo, ficou registrado que o álbum vendeu 5 milhões de cópias no mundo, o que representaria US$ 250 mil dólares de royalties que não param por aí. Harris-Clemons também quer receber pelas cerca de 80 performances ao vivo da música em turnê e pelas vendas do DVD que registrou a performance e vendeu mais de 100 mil cópias.

Para evitar prolongar a discussão, acabamos de descobrir que o processo acabou em acordo: a Sony Music pagou US$ 170.000,00 e o caso foi encerrado.

Anúncios

Adam Levine: Christina é a âncora da equipe original

É um tanto quanto estranho ver as pessoas comentando sobre a próxima temporada de The Voice enquanto a anterior ainda está no começo – mas com uma agenda dessas, não tem como evitar. Gwen Stefani mal esquentou a cadeira e já estão perguntando para Adam Levine o que ele acha do retorno de Christina:

Eu estou muito animado com a volta dela. Ela é tipo a âncora da equipe original, eu amo isso. Uma coisa bacana no programa, que deixa tudo divertido, é justamente como ele está sempre mudando. Blake e eu que ficamos aqui o tempo inteiro, porque somos… gananciosos [risos]

Confira mais (muitos) detalhes sobre Christina nas gravações de The Voice

Mais um fã que foi às gravações do The Voice dividiu um pouco do que aconteceu nos testes cegos da 8ª temporada. Ele pediu para não ser identificado por conta dos contratos que a NBC faz o público assinar, mais aí vai a série de tweets que ele mandou:

Antes de tudo, eu levo o acordo de confidencialidade muito a sério. Então se você for espalhar meus tweets, esconda meu nome e foto. Eu moro em Los Angeles então a emissora pode chegar a mim muito fácil e eu não queria ir para um tribunal. 

Continuar lendo